Por que o mercado está mais carente de profissionais qualificados a cada dia

Por que o mercado está mais carente de profissionais qualificados a cada dia

A falta de profissionais qualificados tem afetado diversas áreas da economia brasileira. Nos jornais, são comuns as manchetes que abordam o tema: "Falta de mão de obra qualificada afeta petroleiras", "Volume de mão de obra estrangeira dispara", "Falta de profissional de TI afeta comércio eletrônico", etc. A Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro (SOFTEX) estima que, em 2013, a indústria brasileira de tecnologia da informação precisará de 140 mil profissionais de todos os setores e níveis.

Em contrapartida, em janeiro deste ano, o Ministério da Educação (MEC) divulgou dados do Censo da Educação Superior de 2009, mostrando que o número de pessoas com curso superior no Brasil dobrou em sete anos. Havia 467 mil graduados em 2002. No final de 2009, este número tinha subido para 959 mil. Quem acessou o site do MEC, recentemente, viu que o número de matrículas no ensino superior, no Brasil, saltou de 5.302.373 em 2007 para 5.843.322 em 2008 - aumento de 11% em um ano.

Se o número de novos profissionais aumenta em ritmo acelerado, como explicar a crescente carência por mão de obra qualificada? Alguns aspectos importantes deveriam ser considerados:

1 - Seria adequado investir mais em cursos de nível técnico
Dos cursos de nível médio brasileiros, apenas 10% são cursos técnicos. Está comprovado que o curso técnico é um importante aliado das empresas. Os alunos de cursos técnicos são absorvidos rapidamente pelo mercado, pois têm conhecimento específico e custam menos que os de curso superior. Para estes mesmos alunos, ter a chance de trabalhar mais cedo e contribuir com a renda da família serve, muitas vezes, como grande motivador. Assim, temos profissionais mais dedicados ao estudo e à profissão.

2 - É importante medir a produtividade dos diversos níveis de ensino
Apesar do maior número de pessoas com nível superior, falta competência aos profissionais porque os níveis básico e médio do ensino não os preparam adequadamente e, mesmo assim, estas pessoas passam pela faculdade e são lançadas no mercado. O número de instituições de ensino cresceu, bem como a oferta de cursos, facilitando o acesso de alunos mais "fracos" às faculdades porque os vestibulares estão menos concorridos. Ou seja, temos mais graduandos, mas o nível médio de competência dos mesmos caiu.

3 - A demanda por mão de obra qualificada parece crescer mais rapidamente que a economia
Segundo relatório divulgado pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) na terceira semana de junho, o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil crescerá 4,1% neste ano. É um índice bem mais baixo que os 11% de aumento no número de matrículas no ensino superior. Segundo as previsões do FMI, o Brasil terá o segundo pior crescimento da América do Sul em 2011, entre os seis países que aparecem no relatório. Ficaria à frente apenas da Venezuela. Porém, competindo num mundo globalizado e sofrendo concorrência acirrada em muitos setores, as empresas brasileiras precisam de rápida melhoraria de performance e não encontram profissionais capazes de promover esta mudança.

Outras causas podem existir para o problema, mas o que se pode recomendar às empresas é que montem processos de recrutamento e seleção eficientes, formem seus profissionais com bons programas de capacitação e desenvolvam planos de retenção de talentos. Se passamos a exigir mais dos nossos colaboradores, vamos servir como exemplo adotando as melhores práticas de gestão de pessoas. Não obstante, sejamos vigilantes, cobrando das autoridades políticas ações que nos garantam competitividade.

-------------------------------------------

Fabiano Parreiras é consultor de empresas, sócio da UNICO Consultores, com "MBA em Gestão Empresarial e Marketing", Extensão em "Estratégia de Empresas" e "Balanced Scorecard" pela FGV. Possui mais de 15 anos de experiência na área Comercial. É professor de "Consultoria Empresarial" e "Planejamento Estratégico" na FAPAM - Faculdade de Pará de Minas, em Minas Gerais.

Saiba como adquirir nossos sistemas
Espaço exclusivo para lcientes

“Com o Uaisoft® temos um nível de confiabilidade maior. Antes de usá-lo, cada setor possuía um programa e havia um conflito muito grande de informações, além de muito retrabalho.

P.H.Transportes e Construções Ltda

Mais cases...